1% da população mundial detém a mesma riqueza dos 99% restantes, aponta organização britânica

18/01/16 18:00

Mulher anda em frente a um muro branco onde está escrito que 1% a enriquecer, 99% a empobrecer

Estudo realizado pela organização não governamental britânica Oxfam aponta que a riqueza acumulada pelo 1% mais abastado da população mundial agora equivale, pela primeira vez, à riqueza dos 99% restantes.

De acordo com a BBC Brasil, o relatório feito com base em dados do banco Credit Suisse relativos a outubro de 2015 diz que as 62 pessoas mais ricas do mundo têm o mesmo - em riqueza - que toda a metade mais pobre da população global.

"Os dados do estudo fazem parte de um documento que visa pressionar os líderes do mundo dos negócios e da política reunidos no Fórum Econômico Mundial de Davos, que começa nesta semana, na Suíça, para que tomem medidas para enfrentar a desigualdade no mundo", aponta a BBC.

A organização britânica afirma que o fato de as 62 pessoas mais ricas do mundo acumularem o equivalente à riqueza dos 50% mais pobres da população mundial revela uma concentração de riqueza "impressionante", ainda mais levando em conta que, em 2010, o equivalente à riqueza da metade mais pobre da população global estava na mão de 388 indivíduos.

"Ao invés de uma economia que trabalha para a prosperidade de todos, para as geração futuras e pelo planeta, o que temos é uma economia (que trabalha) para o 1% (dos mais ricos)", aponta o relatório da Oxfam. Para ler a reportagem, clique aqui.

Um modelo em crise, insustentável, excludente. Um cenário que revela, mais do que nunca, a necessidade da luta por uma outra economia, por uma vida mais justa e solidária, por mais dignidade e melhores condições, uma reformulação urgente do sistema financeiro.

Áreas de atuação: Economia